quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Micropuntura - Aliviando as marcas do Tempo

Técnica desenvolvida na Argentina ganha adeptos no Brasil e é mais barata que a aplicação de toxina botulínica.

As características físicas que indicam o envelhecimento, as rugas são as mais visíveis à primeira vista. Com o tempo, a pele apresenta os primeiros sinais como perda de luminosidade, elasticidade, aparência fina e linhas de expressão.

Para muitos, a solução parece óbvia: plástica.

Outros, no entanto, temem encarar o bisturi com medo de ficar com a aparência “esticada” ou receosos dos perigos inerentes a qualquer cirurgia. 

Felizmente, para estes o mercado oferece uma gama de opções que prometem atenuar as marcas do tempo.

Uma delas, ainda pouco conhecida no país, é a micropuntura. Desenvolvida pela esteticista argentina Java Jeiman, a micropuntura promove a estimulação da pele por meio de ação mecânica e cosméticos apropriados, proporcionando regeneração celular e resultando na atenuação dos sinais de expressão.

A micropuntura traz algumas vantagens em relação aos tratamentos antirrugas mais conhecidos. É bem mais barato que uma aplicação da toxina botulínica – um tratamento completo com 10 sessões custa em média R$ 700 – e não interfere na rotina da cliente . E se trata de um tratamento mais definitivo e sem deixar aparência esticada ou inchada.

As únicas precauções que uma pessoa submetida à técnica deve ter é não tomar sol, utilizar filtro solar e não ingerir alimentos ricos em betacaroteno .

A restrição ao betacaroteno se deve ao fato da substância ativar os melanócitos (células especializadas em produzir melanina, pigmento natural da pele), o que pode desencadear uma coloração amarelada nas regiões atingidas.

Então, nada de cenoura, mamão, abóbora e manga no cardápio. 

Como inconveniente, a micropuntura provoca desconforto pela introdução da agulha na pele.

Existem muitas diferenças entre uma pessoa e outra. O ideal é que o interessado passe pela avaliação de um profissional competente antes de se decidir.

Conheça essa técnica e surpreenda-se!!


2 comentários:

  1. Então micropuntura não é o mesmo que microcorrente ?

    ResponderExcluir
  2. Então micropuntura não é o mesmo que microcorrente ?

    ResponderExcluir